Toponímia

Algumas curiosidades:

Rua do Amial

Esta rua abarca parte do que em tempos era a Quinta do Tronco. O seu nome fica a dever-se aos inúmeros amieiros que em tempos existiam. Foi nesta rua que passou o primeiro transporte público em Paranhos, decorria o ano de 1873. O transporte consistia num carro americano puxado por uma ou duas parelhas de mulas, que partia diariamente de S. Mamede Infesta e terminava a viagem na atual Praça de Carlos Alberto, em frente à Antiga Tabacaria Havaneza.


Rua Álvaro Castelões

Vivia-se o ano de 1891quando a rua Álvaro de Castelões foi a primeira da freguesia a ter iluminação pública a gás. Só em 1922, a eletricidade chegou à freguesia. No final desta rua, que atualmente não tem saída, devido à construção da VCI, situa-se o edifício sede da Junta de Freguesia de Paranhos, freguesia criada por Decreto-lei de 18 de Julho de 1835, e  que até ao ano de 1910 era designada por Junta da Paróquia.


Praça Marquês de Pombal

A Praça do Marquês de Pombal é um largo localizado na confluências das freguesias de Santo Ildefonso, Bonfim e Paranhos. Foi conhecida antigamente por Largo da Aguardente, por se realizar neste local o mercado da aguardente. O coreto aí existente foi oferecido pelos moradores da Praça. Este local constituiu uma das linhas de defesa aquando das invasões francesas e das forças liberais durante o cerco do Porto.No ano de 1785 algumas pessoas devotas de Santo António ergueram uma capela denominada Santo António da Aguardente.

Por volta de 1850 a praça tinha já a configuração atual, erguendo-se, em 1870, a praça de touros da Aguardente que, juntamente com a praça de touros da Rotunda da Boavista, foram os dois únicos locais de corridas de touros da cidade do Porto durante as últimas décadas do século XIX. Todo o espaço foi ajardinado em 1898. Atualmente, a praça é composta por um jardim romântico, duas taças com jogos de água e um coreto. Densamente arborizada, é muito procurada nos dias de calor e também pelos reformados que disputam aqui as suas partidas de sueca e de dominó.


Rua da Constituição

O primeiro troço desta comprida rua a ser construído, ligava a antiga Praça da Aguardente, actual Praça Marquês de Pombal, à antiga Rua da Rainha, actual, Rua Antero de Quental, e a sua conclusão data de 1845. No ano de 1851 ainda rareavam as casas de habitação. As primeiras instalações do Futebol Clube do Porto, foram edificadas nesta rua.


Rua de Costa Cabral

Foi nesta Rua que em 1882 foi aberta a segunda escola na freguesia. Era uma escola para crianças do sexo feminino, a primeira data de 1872. Antigamente, esta rua era a estrada que levava as pessoas da cidade do Porto a Guimarães, daí ter ficado conhecida como Estrada de Guimarães.


Estrada da Circunvalação

Esta via ficou concluída no final do século XIX,  em 1897 e servia para limitar as fronteiras fiscais da cidade. Para a Freguesia de Paranhos ficaram estabelecidas as fronteiras da Areosa, Azenha, Amial e Monte dos Burgos. Estas fronteiras mantiveram-se até ano ano de 1943.
No final do século XX, com a construção da Via de Cintura Interna, melhora significativamente o acesso à Freguesia de Paranhos a outros pontos da cidade, melhorando consideravelmente a comunicação e ligação entre a população e serviços.